Notícias

Imprimir

ABMES dá início ao período de indicação para a 7ª edição do Prêmio Milton Santos de Educação Superior

Está aberto o período para indicação, por parte dos mantenedores associados à Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), dos nomes das personalidades que concorrerão ao Prêmio Milton Santos de Educação Superior. O prêmio concedido bienalmente é uma forma de reconhecer o mérito de pessoas notórias que contribuem para o engrandecimento e aprimoramento da educação no país. Os nomes deverão ser indicados até o dia 28 de março e a premiação ocorrerá em cerimônia pública, em Brasília, no dia 3 de maio.

O Prêmio abrange as categorias: administração de instituições de ensino superior, desempenho na área política e gestão empresarial. São candidatos potenciais, mantenedores, professores, pesquisadores, empresários e políticos, entre outras personalidades, com atuação reconhecida na área educacional. As indicações deverão ser feitas no seguinte endereço eletrônico: www.miltonsantos.abmes.org.br.


Vencedores da sexta edição

A 6ª edição do Prêmio Milton Santos de Educação Superior reconheceu a contribuição de personalidades de grande relevância para o setor educacional. Os vencedores foram o Ministro Henrique Paim, na categoria Desempenho na Área Política; Débora Andrade Guerra, por Administração de Instituições de Ensino Superior, e Rodrigo Galindo, por Gestão Empresarial.

Conheça os vencedores

Sobre Milton Santos

O Prêmio Milton Santos de Educação Superior foi instituído pela ABMES, em dezembro de 2004, como forma de reconhecer o mérito de personalidades que contribuem para o engrandecimento e aprimoramento da educação superior no Brasil.

O geógrafo Milton Santos – que dá nome ao Prêmio – nasceu em Brotas de Macaúbas, no interior da Bahia, em 1926. Milton Santos era professor emérito da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo. Faleceu em São Paulo, no dia 24 de junho de 2001.

Sua vasta obra, ainda pouco conhecida e estudada no Brasil, revoluciona não apenas a Geografia mas as ciências humanas e sociais. Com sua genial conceituação do espaço geográfico, Milton ofereceu a possibilidade de se compreender a totalidade do mundo. Abordou, como ninguém, a problemática da urbanização no Terceiro Mundo, a teoria e a metodologia geográficas, temas sobre os quais publicou mais de quarenta livros e cerca de 300 artigos, traduzidos para o espanhol, francês, inglês e japonês. Ensinou em diversas universidades na Europa, África, América do Sul e América do Norte.

Dentre as honrarias recebidas em reconhecimento ao seu trabalho intelectual, destacam-se os títulos de Doutor Honoris Causa de inúmeras universidades no Brasil e no exterior e o Prêmio Vautrin Lud, correspondente ao “Prêmio Nobel” da Geografia. Milton Santos foi o único pesquisador fora do mundo anglo-saxão a receber tal prêmio.